INFRAESTRUTURA | PAISAGISMO

Arte no Parque


Obras de arte desenvolvidas especialmente para o Memorial Parque das Cerejeiras.
 
  • arte-no-parque-1
  • 2
  • arte-no-parque-2
  • arte-no-parque-3
  • arte-no-parque-4
  • 6
  • 7
  • 20160813_171105 (1)

Hugo França

“Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. Essa famosa frase do químico francês Antoine Lavoisier explica, de maneira eficaz, os trabalhos artísticos que fazem parte do Memorial Parque das Cerejeiras, desde 2012.

Trata-se das obras elaboradas pelo designer Hugo França, que transforma a beleza das raízes e dos troncos em esculturas inovadoras. O artista cria mobiliários a partir de árvores condenadas ou caídas naturalmente e já marcou presença nos parques do Ibirapuera, Burle Marx (SP), no Instituto Inhotim (MG) e até em Nova York, nos EUA.

A nobre matéria-prima é a inspiração do designer. As formas, os buracos, rachaduras e marcas de queimadura que as árvores apresentam são incorporadas na criação de suas obras.

A convite do Memorial Parque das Cerejeiras, Hugo França reaproveitou eucaliptos do próprio Memorial, que foram transformados em 18 mobiliários e duas esculturas, elementos que voltaram ao convívio natural pelas mãos do escultor e que, agora, funcionam como um refúgio para quem deseja refletir e ficar em sintonia com a natureza.



Alê Bufe

Para compor a beleza do Memorial Parque das Cerejeiras e deixar o espaço ainda mais contemplativo, a artista plástica Alê Bufe desenvolveu duas obras de arte.

A escultura "Árvore", localizada na Alameda das Palmeiras Imperiais, representa a vida. Os cortes da peça projetam sombras de acordo com a posição do sol, criando imagens no chão que podem ser apreciadas pelos visitantes. Além disso, a obra possui uma curvatura que se transforma em banco. Confeccionada a partir dos retalhos da escultura “Árvore”, a obra “Ciclo” mantém a estrutura da espiral de Fibonacci. Instalada sobre espelho d’água, sugere o movimento infinito, o nascimento, a purificação e a passagem para um nova vida.

Todo o projeto foi criado a partir de desenhos que a artista pintou com os dedos, uma técnica que desenvolveu durante a carreira e que, hoje, é uma das suas principais características. Alê Bufe utiliza sua técnica para trabalhar com o temas relacionados à natureza, principalmente árvores, explorando toda a riqueza de formas e cores que esse contexto pode proporcionar.

A artista, formada em Artes Plásticas, na FAAP, e Desenho Industrial pela Belas Artes, também trabalha com xilogravuras, monotipias e gravuras em metal.

Acompanhe, abaixo, o processo criativo da obra "Árvore".

DHI_2013_Placa_Arvore_v3 Ale

Pedro Vaz

20160813_171105

As belas paisagens do Memorial Parque das Cerejeiras não inspiram somente os seus frequentadores. Em sua passagem pelo Brasil, o renomado artista nascido em Moçambique e erradicado em Portugal, Pedro Vaz, foi convidado a fazer uma visita às nossas instalações e ficou encantado com a vista do Parque Estadual do Guarapiranga. A natureza rica desse panorama estimulou o pintor a criar um de seus quadros

"Acho que, se vivemos em um mundo onde as pessoas têm uma vivência menos direta com a natureza, é possivel que, por causa dessa privação, elas não saibam como responder à natureza. Talvez, tenhamos perdido um pouco do instinto ou conhecimento que era parte da experiência dos nossos ancestrais; somos menos capazes de nos indentificarmos com ela", comenta Pedro Vaz.


Dia de Finados


Momento repleto de emoção, quando a soltura de balões é realizada durante o feriado de Finados, e apresentação da Orquestra Sinfônica de Santo Amaro.
 
  • finados-1
  • finados-2
  • finados-3
  • finados-4

Todos os anos, o Memorial Parque das Cerejeiras recebe mais de 20 mil pessoas, que compartilham momentos de muita emoção no feriado de Finados, em 2 de novembro. Entre as atrações, são destaque a Orquestra Sinfônica de Santo Amaro, as missas campais, os cultos e as palestras voltadas ao enlutados.

Soltura de balões

Desde 2011, o Memorial Parque das Cerejeiras realiza uma linda homenagem no Dia de Finados aos entes falecidos. Trata-se da soltura de balões em que cada familiar e amigo tem a oportunidade de escrever mensagens nos balões e, assim, simbolizar o encontro deles com os homenageados.

A iniciativa também preocupa-se com o impacto no meio ambiente e, por esse motivo, todos os balões utilizados são produzidos com material biodegradável e levam uma semente de árvore nativa em seu interior, a qual tem a possibilidade de germinar assim que chega ao solo.

Acompanhe o vídeo do evento do ano passado:

Animais no Parque


Os animais do Memorial Parque das Cerejeiras trazem beleza e contato com a natureza.
 
  • pavao
  • animais-no-parque-1
  • animais-no-parque-2
  • animais-no-parque-3
  • animais-no-parque-4
  • animais-no-parque-5

O que torna o paisagismo do Memorial Parque das Cerejeiras exuberante é a sua diversidade de atrações, com plantas ornamentais, peixes e aves, como os quero-quero que caminham pelos gramados do local.

Um belíssimo lago onde vivem dezenas de carpas é um espaço que transmite paz e serenidade, com o lindo espetáculo sob a água produzido pelos peixes.

As galinhas-d’angola também estão presentes por todo o Memorial. Essas aves possuem características marcantes, com o seu inconfundível grito “tô fraco”, que atrai olhares e desperta muitos sorrisos.

Além dessas atrações, o local recebe diversos visitantes, como corujas, joões-de-barro, tucanos, garças, sabiás, sanhaços, entre outros.

Vida Verde


O projeto Vida Verde já registra mais de 300 plantios desde a sua criação.
 
  • vida-verde-1
  • vida-verde-2
  • vida-verde-3

Expressar sentimentos e emoções por meio de iniciativas positivas contribui para o processo de elaboração do luto. Foi a partir dessa ideia que nasceu o Vida Verde, um projeto pioneiro que propõe um tributo às pessoas queridas com o plantio de árvores.

O ato de aliviar a dor da perda criando uma nova vida se tornou um alento para famílias que fazem das árvores as suas companheiras de conversa nas horas mais difíceis.

O Vida Verde já registra mais de 300 plantios desde a sua criação, em 2011, e é um serviço gratuito que pode ser agendado diretamente na Administração.

Para o plantio, são fornecidos pá, avental e regador. Cada árvore é identificada com uma placa especial e os dados de localização e da espécie, entre outras informações, são enviados por carta.

Além disso, com o intuito de encontrar uma saída ecológica para os resíduos vegetais de poda, folhas secas e vasos de plantas, o Memorial Parque das Cerejeiras passou a realizar a compostagem. Trata-se de um processo biológico que ocorre dentro das composteiras, no qual micro-organismos transformam a matéria orgânica em adubo. Essa prática é uma alternativa sustentável de reaproveitamento do lixo orgânico produzido pelo cemitério.

Apoio ao Enlutado


Oferecemos apoio às pessoas enlutadas, com a finalidade de humanizar a dor da perda.
 
  • enlutado
  • enlutado4

Para ajudar familiares, amigos e contribuir com o momento de luto, o Memorial Parque das Cerejeiras oferece um programa especializado de apoio psicológico e conforto espiritual.

O acompanhamento psicológico especializado é oferecido gratuitamente pelo Memorial Parque das Cerejeiras, por meio de materiais impressos, palestras mensais, além de um atendimento individual após as palestras. É disponibilizado também conforto religioso, com missas mensais e cultos no Dia de Finados.

Em caso de dúvidas, informe-se sobre esse benefício pelo telefone: (11) 5517-0717.

Outras ações que possibilitam a expressão e a elaboração do momento do luto, são o projeto Vida Verde – no qual, é possível plantar uma árvore em memória ao ente falecido – e o painel Deixe sua Mensagem, realizados pelo Memorial Parque das Cerejeiras.

Clique aqui para obter mais informações sobre o momento da perda.

Acompanhe abaixo a nossa programação:















CALENDARIO DE PALESTRAS DE APOIO AO LUTO - 2015
MêsDataHorário
Janeiro1116h00
Fevereiro816h00
Março816h00
Abril1216h00
Maio10  (Dias das Mães)16h00
Junho1416h00
Julho1216h00
Agosto09 (Dia dos Pais)16h00
Setembro1316h00
Outubro1116h00
Novembro2 (Finados)15h40
Dezembro1316h00
















CALENDARIO DE MISSAS 2015
MêsDataHorário
Janeiro1115h00
Fevereiro815h00
Março815h00
Abril1215h00
Maio10  (Dias das Mães)15h00
Junho1415h00
Julho1215h00
Agosto09 (Dia dos Pais)15h00
Setembro1315h00
Outubro1115h00
Novembro2 (Finados)10h30/16h00
Dezembro1315h00

Se quiser estabelecer contato ou receber orientação psicológica, clique aqui e envie um e-mail.

Assista ao vídeo para conhecer um pouco mais desse projeto.



INFRAESTRUTURA | PAISAGISMO